Parceiros

 

República Checa

Inclusion Czech Republic é uma organização de apoio a pessoas com Deficiência Intelectual na República Checa. Trata-se de uma organização nacional sem fins lucrativos que defende os direitos e interesses de pessoas com deficiências intelectuais e suas famílias. Atualmente, tem mais de 8000 membros ativos nos níveis nacional, regional e local.

Os seus membros são pessoas com deficiências intelectuais, suas famílias e amigos, prestadores de serviços e outros profissionais. As suas organizações associativas estão localizadas em todas as regiões e principais cidades da República Checa.

A nível internacional, colaboram com a Inclusion Europe e Inclusion International, além de outras ONGs.

 

 

Bélgica

IE – Inclusion Europe AISBL, a Associação Europeia de Pessoas com Deficiência Intelectual e suas Famílias. A Inclusion Europe tem 67 membros em 37 países europeus. Representa a voz das pessoas com deficiência intelectual e suas famílias em toda a Europa. Começou em 1988.

Luta pela igualdade de direitos e inclusão integral de pessoas com deficiências intelectuais e suas famílias em todos os aspectos da vida. Como uma associação européia, trabalha nas diversas áreas que os seus membros identificaram como importantes para eles:

  • Troca de conhecimento em toda a Europa: “Através da Inclusion Europe, aprendo o que meus colegas fazem em outros países”.
  • Apoio aos seus membros: “A Inclusion Europe ajuda nossa organização a se tornar mais forte”.
  • Influência sobre as políticas europeias: “A Inclusion Europe molda a política social europeia de acordo com as nossas necessidades”.

A sua rede de filiação em mais de 37 países e a possibilidade em Bruxelas oferecem perspectivas e oportunidades únicas – ao mesmo tempo, podem aprender com todos os membros da Europa e compartilhar com eles boas práticas, exemplos e outras informações. Ao fazê-lo, consideram-se capazes de alcançar o nível nacional em todos esses países.

Lista de membros: http://inclusion-europe.eu/?page_id=132

A Inclusion Europe tem 5 funcionários a tempo inteiro e 4 a tempo parcial. Contatam, também, especialistas em toda a Europa sempre que surge a necessidade de determinada competência.

 

 

Polónia

A Polish Association for Persons with Intellectual Disability (PSONI) trabalha para o benefício, e em nome de pessoas com deficiência intelectual que vivem na Polónia, tal como para os seus pais e responsáveis legais.

Os pais cujos filhos foram diagnosticados como pessoas com dificuldades de aprendizagem, desejam dar-lhes uma nova realidade, proporcionando novas oportunidades. Esta perspectiva aplica-se a todos: crianças, adolescentes e adultos. Não é intenção dos pais/cuidadores dar-lhes uma assistência permanente e abrangente, mas sim proporcionar oportunidades que lhes permitam desenvolver-se física, cognitiva e socialmente, de modo a permitir-lhes ter uma vida ativa, autónoma e normal na sociedade.

O objetivo principal da Associação é incluir pessoas com necessidades específicas – pessoas com dificuldades de aprendizagem na vida real.

A Associação é uma organização nacional estabelecida com realizações significativas. As principais áreas de especialização são:

  • Intervenção antecipada
  • Educação e reabilitação de jovens
  • Terapia ocupacional
  • Apoio na empregabilidade
  • Apoio durante a vida

O PSONI é constituído por mais de 11.000 membros, com mais de 120 filiais locais.

 

 

Portugal

O Instituto Politécnico de Santarém é uma instituição de ensino superior público (nível terciário) que iniciou sua atividade em 1979 que é composta pelas seguintes Escolas: Agricultura, Desporto, Educação, Gestão e Tecnologia, e Saúde.

Escola Superior de Educação de Santarém (ESES) foi criada pelo Decreto-Lei nº 513-T / 79, de 26 de Dezembro, como unidade orgânica do Instituto Politécnico de Santarém e é uma instituição de nível superior, vocacionada para o ensino, investigação, serviço à comunidade e colaboração com actividades nacionais e estrangeiras de interesse comum.

Frequentada por cerca de 700 alunos, oferece atualmente cursos de Primeiro Ciclo de Educação Básica, Educação Infantil, Educação Social, Animação Cultural e Educação Comunitária, Educação e Comunicação Multimédia e Artes Visuais e Multimédia.

Concentra-se, também, em cursos de formação, a fim de atender as necessidades profissionais, cívicas e culturais que são sentidas ao longo da vida, na sociedade. Esta escola promove práticas inovadoras para professores de todos os níveis educacionais em diversas áreas: Artes; TIC; Multimédia, entre outros.

A ESES acumulou experiência em projetos Leonardo Da Vinci e Erasmus+, e muitos outros programas europeus e nacionais. A comunidade escolar percebeu que o envolvimento em programas Erasmus+ abre horizontes, desenvolve a mente e permite que os jovens se tornem verdadeiros cidadãos europeus com uma compreensão de outras culturas e sistemas educativos.

 

 

República da Macedónia

ZRCLIP Poraka Nasa, Associação Centro Regional de Pessoas com Deficiência Intelectual. Poraka Nasa é uma associação civil voluntária, sem fins lucrativos, não governamental, apartidária e independente, formada pela livre associação de cidadãos para realizar cuidados e alinhar-se com os seus interesses e crenças para promover a sociedade civil e as comunidades locais, bem como a realização de atividades de estímulo a valores morais, fortalecimento das relações interétnicas e o desenvolvimento econômico do território da República da Macedónia e do exterior, e de acordo com a Constituição e a lei.

Representa os direitos e interesses de pessoas com deficiência intelectual e suas famílias na realização de direitos humanos para pessoas com deficiência intelectual, independentemente da afiliação étnica e religiosa.

Foi fundada em 1966 e, com a adoção da Lei das Associações e Fundações de Cidadãos, foi registada em 1999 e, durante a sua ação prolongada, tem como missão a participação igualitária de pessoas com deficiência intelectual na sociedade civil através da realização de atividades económicas, sociais, culturais, educacionais, desportivas, e outros direitos.

Conta com 900 membros.

Descrição das Atividades das OSC:

  • Advocacia para melhorar as leis existentes ou introduzir novas leis, estatutos, estratégias e programas nacionais e locais, defesa de mudanças nos regulamentos para melhorar a vida das pessoas com deficiência intelectual e suas famílias.
  • Iniciar e organizar serviços de apoio e treinamento de pessoas com deficiências intelectuais e suas famílias (creches, centros de informação, aconselhamento, casas de pequenos grupos, casas independentes, centros de descanso, centros de reabilitação, equipas móveis, assistência pessoal, serviços de assistência em educação inclusiva, centros de formação profissional, prestadores de serviços para emprego apoiado, clubes sociais, informação, publicação, atividades culturais, recreativas, desportivas, etc.)
  • Participação na prevenção e eleminação de barreiras no ambiente físico e social.
    Formação e capacitação, organização de formações para a sociedade civil, governo local e instituições responsáveis ​​pelos direitos, necessidades e capacidades das pessoas com deficiência intelectual.
  • Pesquisa e recolha de dados, a nível local e nacional, sobre a situação atual de pessoas com deficiência intelectual e suas famílias.
  • Esforços para adotar um registo único de pessoas com deficiência intelectual nos municípios de Kumanovo, Lipkovo e Staro Nagoricane, que incluirão pessoas com deficiências intelectuais por idade, género, categoria, local de residência e outros dados.
  • Promover atividades de órgãos e organizações relevantes para abordar com sucesso a questão das pessoas com deficiência intelectual e suas famílias.
  • Defender, proteger e respeitar os direitos, interesses e capacidades das pessoas com deficiências intelectuais e suas famílias a nível local, regional e nacional, e mais amplo noutros países.
  • Ligação a outras organizações relacionadas no país e no exterior e implementação de projetos conjuntos.
  • Promover a aplicação consistente de todos os documentos internacionais adotados relativos ao exercício dos direitos humanos e dos direitos das pessoas com deficiência, especialmente pessoas com deficiências intelectuais.
  • Organizar uma rede de serviços de apoio a pessoas da Associação com deficiência intelectual e suas famílias.
  • Fornecer apoio e criar oportunidades de autoajuda e caridade.
  • Coloração e início do voluntariado como parte integrante da Associação.
  • Aplicação da metodologia de planeamento orientada à pessoa e às famílias de pessoas com deficiência intelectual.
  • Organização de eventos desportivos, culturais e outros para conscientização do público sobre as necessidades, oportunidades e potencial das pessoas com deficiência intelectual.